quarta-feira, 21 de junho de 2017

Governos Promovem Em Campina a Maior Falta de Segurança do Mundo


Essa é a triste realidade na qual Campina Grande vivencia hoje, no que deveria ser um dos melhores momentos de alegria e animação, a falta de uma segurança pública na proporção da maior festa junina do País, e por que não dizer do mundo, dota a nossa querida rainha da Borborema, de mais um infeliz titulo relacionado à falta de segurança, e de comprometimento com a população Campinense e dos mais de dois milhões de turistas que prestigiam o evento.

É triste, mas é a mais pura realidade, Campina Grande hoje passa por uma terrível falta de segurança, a população não se sente segura em local, nem em momento algum, a ação dos marginais na cidade é algo comparável a várias ações terroristas, onde as autoridades policiais, por mais que utilize de seus artifícios e habilidades no sentido de agir de forma preventiva, pouco reflete a sociedade, uma melhor segurança nem tão pouco confiança de que algo esta mudando nesse sentido. As ações criminosas acontecem em vários locais, essas ações criminosas já se tornaram constantes não só na periferia da cidade, mas no comércio central, na rodoviária e dentro do Parque do povo, local onde é centralizada a maior festa junina da cidade.

Desde o inicio do “Maior São João do Mundo” de 2017, vários delitos foram intensificados  na cidade e nos distritos e cidades circunvizinhas a Campina Grande, ações como homicídio dentro do parque do povo, além de arrastões em restaurantes e lanchonetes na periferia, foram ações já concretizadas esse ano pela marginalidade que aterrorizam a população, e que foram amplamente divulgados pela imprensa local. Como se não bastasse,  a marginalidade em ações rápidas, praticam  assaltos nos diversos bairros, e distritos, a mercadinhos, casas lotéricas dentre outros. 

A falta de entendimento entre os governos municipal e estadual, por picuinhas políticas deixa a população de campina grande e os mais de dois milhões de turistas, a mercê da criminalidade. Locais de pleno conhecimento das autoridades que existem ações de criminosos, não recebe das mesmas nenhum tipo de estratégia de combate aos criminosos, como exemplo podemos citar ações criminosas nos arredores do maior shopping da cidade, onde toda população além das autoridades, têm pleno conhecimento do grande número de assaltos praticados por duplas de criminosos em motos, em qualquer horário do dia ou da noite, e mesmo assim aos olhos da população parece que nenhuma atitude é esboçada pelas autoridades responsáveis.

Como cidadão Campinense, não me sinto bem com essas ações criminosas e nem tão pouco com o abandono de nossas autoridades, no entanto, sinto-me no dever de informar a realidade de hoje, na esperança de um dia poder relatar no futuro a mudança que a população Campinense e Paraibana almeja.


Blog Martins da Cachoeira 
 
INFORNATUS
    



quinta-feira, 15 de junho de 2017

O Supermercado: Sugestão de Aula Sobre Números Decimais

Imagem Blog Escola Mendes Faria
A atividade que será proposta aqui se direciona a alunos do quinto, sexto e sétimo anos. Nessa atividade, professor e alunos construirão um ambiente onde alguns produtos serão expostos à venda, como em um supermercado, a fim de mostrar aos alunos a importância de saber somar, subtrair, multiplicar e dividir números decimais. Essa atividade também pode ser usada para reforçar e/ou para ensinar essas operações, bem como para contextualizá-las. 

A proposta de aula também pode ser feita em comunicação com outras disciplinas. Os nomes dos produtos no supermercado, por exemplo, podem estar em inglês e as negociações podem ser feitas nesse idioma.Para realizá-la, serão necessárias duas ou três aulas de 50 minutos. Além disso, serão necessárias embalagens vazias de produtos à venda no supermercado com o preço. Esse preço também poderá ser colocado pelos alunos. Isso pode, inclusive, facilitar os cálculos que serão feitos.

Etapa 1: Preparando o supermercado

Em um primeiro momento, os alunos terão que reunir embalagens de produtos de supermercado, como arroz, feijão, óleo, chocolates etc. É importante que elas estejam vazias e bem conservadas para manter a organização na sala de aula.

Nessa etapa os alunos também podem fazer um levantamento de mercado (uma pesquisa) dos preços dos produtos que estão usando em diferentes estabelecimentos. Esse levantamento pode transformar-se em tabelas e gráficos e posteriormente se tornar uma excelente discussão a respeito de razão, porcentagem e tratamento da informação.O professor deve tomar conhecimento dos produtos à venda e dos preços que serão colocados pelos alunos com bastante antecedência.

Etapa 2: Montando o supermercado

Essa é a primeira parte da atividade que acontece na escola. O professor deverá instruir os alunos a “construir” o supermercado expondo os produtos escolhidos com a devida organização, separando materiais de limpeza de produtos perecíveis, colocando produtos semelhantes próximos e produtos com maior interesse de venda em posições mais favoráveis para isso etc.

Nessa etapa, professor e alunos podem pesquisar técnicas de marketing e vendas para enriquecer a atividade. Além disso, é interessante que os alunos trabalhem em grupos e que cada grupo escolha os produtos e seus preços por conta própria. Para tanto, a pesquisa de mercado e as técnicas estudadas podem ser úteis.Na montagem do supermercado, cada um desses grupos ficará responsável por um estande de vendas.

Etapa 3: Compra e venda de produtos

Nessa etapa os alunos “abrirão o supermercado”. O professor pode separar a sala em dois grupos: consumidores e vendedores. Esse último grupo pode ser formado por um ou dois alunos de cada estande que foi montado, e o restante será o grupo dos consumidores.Para cada consumidor, o professor pode preparar listas de compras e uma meta de dinheiro que poderá ser gasto. Os alunos terão liberdade para comprar em qualquer estande e de gastar mais ou menos do que a meta que lhes foi sugerida. 

Essa atividade poderá introduzir os números negativos no futuro e poderá levantar discussões a respeito de crédito e débito. Ficará a cargo dos alunos fazer as somas dos valores dos produtos, planejar as próximas compras para conseguir adquirir tudo que está em sua lista sem ultrapassar o limite de gastos, calcular trocos etc. Para tanto, é bom que cada estande possua uma calculadora, que poderá ser utilizada, de preferência, somente para conferir cálculos em caso de dúvidas.

Com relação às listas de compras, é interessante impor metas iguais de gastos para os alunos e propor a compra de produtos e/ou quantidades diferentes. Isso trará concorrência e diversificação de preços entre os estandes, além de tornar a atividade mais interessante.

Etapa 4: Discussão da atividade e avaliação

Finalizadas as compras, os alunos voltam aos seus grupos de origem e apresentam suas aquisições, o total gasto, seu troco ou dívida e as contas que foram feitas. Adição e subtração deverão ser feitas com frequência. Caso haja produtos repetidos nas listas de compras, exija que os alunos apresentem multiplicações, se for possível, para calculá-las.

A avaliação poderá ser feita com base no comprometimento, engajamento, participação, comportamento, registros das operações feitas e também no levantamento de preços e produtos feito anteriormente.



 
INFORNATUS
   


terça-feira, 6 de junho de 2017

Cocada com Leite Condensado

Cocada com Leite Condensado

 INGREDIENTES:

2 xícaras de coco fresco ralado
1 lata de leite condensado
2 xícaras de açúcar
1 colher de sopa de manteiga

MODO DE PREPARO:

Unte uma pedra de mármore com um pouco de óleo, ou então unte uma assadeira, Misture em uma panela o coco o leite condensado e açúcar, Leve ao fogo e misture bem, cozinhe misturando regularmente com uma colher de pau, Quando o doce começar a se soltar do fundo da panela, retire do fogo e acrescente a manteiga, Bata bem com a colher de pau para que o doce açucare e Despeje sobre o mármore untado. Deixe esfriar Corte quadrados de 10 x 10 cm

Manual da Cozinha 

 
INFORNATUS
 
 
 

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Virose da Mosca: Causas,Tratamento e Prevenção

SINTOMAS
  • Febre
  • Dor no corpo
  • Desconforto abdominal
  • Vômito
  • Diarréia
  • Coriza
  • Moleza
  • Ardência nos olhos

CAUSAS

Devido ao período de chuvas, as moscas e outros insetos, acabam proliferando muito mais e contaminando o ambiente. Quando a mosca pousa no alimento, transmite diversas bactérias, fungos e vírus. Aumentando ainda mais os casos da doença.

TRATAMENTO

Se for viral, os sintomas são mais brandos e costumam desaparecer em até 5 dias. Se for bacteriana, os pacientes ficam mais debilitados e com quadros mais intensos de febre alta e diarreia. É preciso ter cuidado especial com as crianças, que ainda estão em processo de fortalecimento da imunidade e por isso sofrem mais. O principal risco é de desidratação. Os pais precisam ficar em alerta com os primeiros sintomas e dar sempre bastante líquido às crianças. Em caso de suspeita de Dengue Hemorrágica, leve urgentemente ao hospital!

PREVENÇÃO
  • Tomar muita água para evitar desidratação;
  • Manter a higiene do ambiente e dos alimentos;
  • Evitar lixeiras próximas a fogões, pias e geladeiras.
  • Não deixar acumular o lixo mais de 4 dias dentro de casa;
  • Lavar o fundo do recipiente onde é colocado o lixo com água sanitária 1 vez por semana;
  • Utilizar um prato ou outro utensílio para tapar a comida, evitando deixá-la exposta;
  • Não comer comida que esteve em contato direto com moscas;
  • Colocar redes contra moscas e mosquitos nas janelas;
  • Usar mosquiteiro para dormir, especialmente no caso dos bebês.

 
INFORNATUS
 
 
 

quarta-feira, 24 de maio de 2017

A Origem da Expressão "Onde Judas Perdeu as Botas"

Imagem da Net
Do ponto de vista histórico, bem sabemos que o homem tem a incrível capacidade de fantasiar e transformar as narrativas que lhe estão disponíveis. Um texto ou ditado popular sofre apropriações e reinterpretações que os transforma em um bem cultural subordinado ao interesse e o costume dos homens de uma época. De fato, seriam bastante os exemplos que sustentam essa tese.

Entre a Antiguidade e a Idade Média, por exemplo, a inacessibilidade aos textos bíblicos foi responsável pela criação de várias narrativas envolvendo os personagens cristãos. Os feitos e destinos de certos nomes presentes na Bíblia ganhavam acréscimos e certas distorções que salientavam a forte presença do cristianismo no imaginário dessa época. Levando em conta que boa parte da população era iletrada, ficava difícil de impor um rigor de verdade entre as várias histórias de cunho bíblico.

Por meio de um desses mitos, acabamos por descobrir a origem de uma expressão popular utilizada quando algo fica bastante longe ou “onde Judas perdeu as botas”. Na Bíblia, não existe nenhum indício ou relato de que Judas Iscariotes, o delator de Cristo, teria ou não o hábito de calçar botas. Contudo, uma antiga história popular dizia que o discípulo traidor teria escondido em um par de botas as trinta moedas que firmaram o acordo com os sacerdotes judeus.

Comprovando a natureza mítica do relato, até hoje ninguém teve a oportunidade de descobrir o lugar onde as botas de Judas teriam ficado escondidas. Dessa forma, com o passar do tempo, o lugar “onde Judas perdeu as botas” foi sendo empregado para quando alguém não conseguia encontrar algo ou indicar algum território longínquo, de difícil acesso. Por fim, bem sabemos que a antiga fantasia do imaginário cristão acabou ficando viva nessa expressão ainda tão empregada.


Brasil Escola        
 
INFORNATUS
 
 
 
 

sábado, 20 de maio de 2017

Existe no Brasil Uma Corrupção Legal, Sabe Qual?



A Corrupção nos Parlamentos Brasileiro
Parece até uma piada, mas se trata da mais pura verdade, antes de explicar de forma mais clara, vamos fazer uma espécie de análise sobre o atual momento da política nacional. Vários políticos receberam grandes quantidades de numerários, doados por empresas na forma de apoio as diversas campanhas por todo Brasil por vários anos, o problema é que esses valores não eram declarados a receita federal, omitindo dessa forma a verdadeira origem desses valores.


Perante a nossa justiça, esse tipo de investimento sem a devida declaração é crime, e trata-se de uma espécie de trapaça, denominada de caixa dois, a origem de grande parte desses recursos, eram de acordos de negócios ilegais, que tinham a participação dos políticos beneficiados na intermediação desses negócios, além desses, outros vários motivos que inclusive a polícia federal e o ministério público a cada dia que passa, trazem a tona novas irregularidades descobertas nas suas investigações.


Tudo isso que citamos anteriormente, denominamos de corrupção, onde, políticos recebem benefícios para intermediar e ou favorecer a terceiros, utilizando para isso, os seus cargos e posições que ocupam dentro da política nacional. Diante desse fato, por que não considerar os acordos dentro dos parlamentos, envolvendo compras de apoio, de bases governistas no sentido de obter maioria, na votação de determinados projetos expostos em votação, não se tratar de ato de corrupção? Dessa forma o voto consciente é cerceado diante da proposta de benefícios, oferecidos ilicitamente por bases governistas que a imprensa nacional divulga quase todos os dias nos telejornais. Por não sofrer nenhum tipo de repúdio da justiça, apesar do pleno conhecimento de todos, é que chamo essa ação de corrupção legal.


Essa é uma iniciativa, que apesar de não parecer ilegal diante de nossa justiça, possui as mesmas características da atual corrupção, que esta entranhada em nosso País, destruindo e estraçalhando as riquezas de nosso povo. Fica a proposta de se colocar em debate tal assunto no sentido de modificar se possível a nossa legislação, a proibir esse tipo de corrupção interna dentro dos parlamentos, acabando de vez com essa corrupção legal. 

 
INFORNATUS




quarta-feira, 17 de maio de 2017

A Verdade sobre a Al-Qaeda

A Al-Qaeda, nome árabe que significa “A Base”, é uma organização radical islâmica de atuação internacional que foi fundada no ano de 1988. Essa organização tem duas formas principais de atuação: o terrorismo (praticado por meio de ações como atentados a bomba e sequestros) e o jihadismo (combate armado em locais específicos, como a Síria e o Iêmen). Um dos seus principais idealizadores foi o saudita Osama Bin Laden, e o mais terrível ato de terrorismo atribuído a essa organização foi o atentado de 11 de setembro de 2001 aos Estados Unidos.


A origem da al-Qaeda, como bem explana o investigador independente e filósofo John Gray “está na Guerra Fria. Ela desenvolveu-se no final da década de 1980, durante a luta contra a invasão soviética do Afeganistão orquestrada pelos EUA, pela Arábia Saudita e pelos governos europeus. Com base nas estruturas operacionais que herdou daquela época, tornou-se o primeiro praticante da guerra não-convencional a ser realmente mundial em suas operações” [1] p. 93.


Além de treinamento tático e domínio de armamento, os combatentes muçulmanos que lutaram no Afeganistão, no início dos anos 1980, também receberam de órgãos como CIA conhecimento de organização de inteligência militar, isto é, a capacidade de montar um comando avançado de operações. Ironicamente, anos mais tarde, imbuídos de ideologia radical oriunda das ideias de intelectuais muçulmanos como Said Qutb, esses combatentes promoveram ataques coordenados aos próprios Estados Unidos.


Said Qutb, que mencionamos acima, foi um professor egípcio que estudou nos EUA e tornou-se, depois, um dos líderes da Irmandade Muçulmana, o berço do radicalismo islâmico do século XX. Na temporada que passou nos EUA, Qutb desenvolveu verdadeira ojeriza pelo modo de vida dos americanos e pela liberdade de que esses gozavam tanto na área política quanto no âmbito dos costumes. Os livros que Qutb escreveu condenando a cultura ocidental tornaram-se os “evangelhos” dos grupos terroristas que se formariam a posteriori no mundo muçulmano. Osama Bin Laden foi uma das lideranças nutridas pelos argumentos de Qutb, argumentos esses apresentados ao saudita pelo irmão do intelectual egípcio, Muhamad, como atesta John Gray:


A ideologia da al-Qaeda é um típico híbrido moderno. Embora afirmem ser expoentes de uma tradição nativa, seus fundadores reinterpretaram o islamismo à luz do pensamento ocidental contemporâneo. Na universidade Rei Abdul Azis em Jedah, Osama Bin Laden teve aulas de estudos islâmicos com Muhamad Qutb, irmão de Said Qutb, o ideólogo que, mais que nenhum outro, inventou o islamismo radical. De certa forma mais moderado que o irmão, Muhamad Qutb ainda assim compartilhava com ele a crença de que o Ocidente sofria de uma “grande fome espiritual”. Passou esta convicção para Bin Laden. [2] pp. 93-94.


Além da tragédia do 11 de setembro de 2001, que produziu quase 3.000 mortos, são atribuídos à Al-Qaeda as seguintes ações: ataque à embaixada americana no Quênia, em Nairóbi, no dia 7 de agosto de 1998; ataque à embaixada americana da Tanzânia, em Dar es Salaam, no mesmo dia do de Nairóbi; explosão do bombardeiro americano USS Cole, que estava atracado no Iêmen, em 12 de outubro de 2000; ataques ao sistema de metrô de Londres, em 7 de julho de 2005; e ataque a tiros à redação do jornal satírico francês Charlie Hebdo, em Paris, no dia 7 de janeiro de 2015.

 
INFORNATUS



sexta-feira, 28 de abril de 2017

1953, Acontece em São Paulo a Greve dos 300 Mil

Imagem da Net
Em 1953, a cidade de São Paulo vivenciou um dos principais momentos de luta dos trabalhadores industriais quando ocorreu a greve dos 300 mil. Iniciada nas indústrias do setor têxtil, rapidamente ela se alastrou a outros setores industriais, mobilizando um enorme contingente de trabalhadores. 

Foi também uma das principais manifestações dos trabalhadores durante o governo democrático de Getúlio Vargas.Desde o período do governo do general Dutra que as greves e a organização sindical fora das estruturas do Estado estavam proibidas. A chegada de Vargas novamente ao poder criou nos trabalhadores a expectativa de uma maior liberdade de organização sindical, em decorrência do discurso de campanha do antigo ditador se direcionar mais aos trabalhadores. 

Outro motivo que levou os trabalhadores a se manifestarem foi a alta inflação dos anos anteriores que estava acabando com o poder de compra dos salários dos operários. O salário mínimo criado em 1943 havia sido aumentado apenas uma vez e de forma insuficiente. Nesse sentido, a luta dos operários direcionava-se tanto para um aspecto econômico, de aumento salarial, quanto a um aspecto de organização sindical.As manifestações iniciaram-se em 18 de março de 1953, quando uma passeata chamada de “Panela Vazia” reuniu 60 mil pessoas, que caminharam da Praça da Sé até o palácio Campos Elísios, sede do governo do Estado, exigindo o reajuste salarial. Uma semana depois, cerca de 300 mil pessoas paralisaram suas atividades laborais. Iniciada no setor têxtil, logo a greve se espalhou para setores como os dos metalúrgicos, dos gráficos, dos marceneiros e dos vidraceiros. 

Com uma situação sindical em que os sindicatos estavam atrelados à estrutura corporativista do Estado, os trabalhadores passaram a se organizar a partir de comitês de empresa, que uniam os trabalhadores a partir de seus locais de trabalho. Da ligação entre esses comitês, foi formada uma Comissão Intersindical, que atuava à margem da estrutura sindical corporativa. O resultado de tal ação no âmbito sindical foi o surgimento de uma nova geração de militantes sindicalistas, distantes do aparelhamento do Estado, que criou o Pacto de Unidade Intersindical (PUI).

A greve foi vitoriosa por ter alcançado seu objetivo econômico, com um aumento salarial de 32%. Mas também foi vitoriosa por criar laços de solidariedade entre diversas categorias profissionais e também com parte da população. O sindicato dos médicos prestou assistência médica gratuita aos grevistas, principalmente após os confrontos quase diários com a polícia. No bairro operário da Mooca, foi montada uma cozinha comunitária onde refeições eram elaboradas para serem distribuídas aos trabalhadores paralisados. 

O Partido Comunista Brasileiro (PCB), que à época ainda atuava na clandestinidade, teve uma participação importante no auxílio à organização do movimento. Um dos nomes de destaque foi o de Carlos Marighela, que atuou na articulação dos vários pontos onde se desenrolava a luta. Porém, havia oposições à linha do PCB no interior do movimento, principalmente no que se referia às passeatas, pois setores sindicalistas viam a necessidade de evitá-las para diminuir os enfrentamentos com a polícia.

Após quase um mês de greve, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) chegou a um acordo com os patrões para que concedessem o aumento de 32%. Porém, cerca de 400 grevistas perderam seus empregos ao voltarem aos seus trabalhos. Como a maioria era composta por sindicalistas, a presença desses grevistas nas fábricas não era aceita pelos patrões, em virtude do perigo que poderiam representar ao poder dos empresários, já que poderiam influenciar os demais trabalhadores.



 INFORNATUS
 
 
 
 
 

terça-feira, 18 de abril de 2017

Os Asteroides

Imagem da Net
Os asteroides são corpos rochosos de estrutura metálica que orbitam em torno do sol como os planetas, mas que possuem uma massa muito pequena em comparação a eles. Seu diâmetro pode alcançar centenas de quilômetros, mas também pode ser de alguns poucos metros. Não costumam ter uma forma definida, apresentando as mais diversas aparências.

Existem duas teorias que apontam o seu surgimento e formação. A primeira – mais aceita pela comunidade científica – afirma que os asteroides se formaram a partir da explosão que deu origem ao nosso sistema solar e que não se fundiram a nenhuma massa de nenhum planeta. A segunda afirma que eles se formaram a partir de restos e detritos de planetas ou parte deles, resultantes da colisão entre dois corpos celestes.

Os asteroides foram descobertos após Johann Titus e Johann Bode determinarem a possibilidade matemática de haver um planeta orbitando em torno do sol entre Marte e Júpiter. Em 1801, Giuseppi Piazzi descobriu um corpo nessa região, ao qual foi dado o nome de Ceres. Entretanto, sua massa era menor e suas formas eram bem diferentes dos planetas comuns. Mais tarde, outros corpos semelhantes em tamanho menor foram descobertos na região próxima a Ceres e a eles foram dados o nome de asteroides.

Classificação dos asteroides

Existem diversos tipos de asteroides. Dentre eles, destacam-se os tipos C, S e M. Os do tipo C compõem dois terços dos asteroides conhecidos pelo homem até hoje. Caracterizam-se pela cor escura e sua baixa reflexividade da luz solar.Os do tipo S são mais claros e refletem melhor a luz do sol, o que caracteriza a sua luminosidade.Os do tipo M são compostos de níquel-ferro e são os que mais refletem a luz solar.

Curiosidades sobre asteroides

1) Você sabia que todos os dias a Terra é atingida por asteroides? O bom é que eles geralmente possuem dimensões muito pequenas, praticamente insignificantes, não sendo capazes de provocar qualquer alteração no planeta. Geralmente, eles são destruídos ao entrar em choque com a atmosfera e não chegam a atingir o solo.

2) Em 1909, um asteroide com tamanho equivalente a um campo de futebol atingiu a Terra e explodiu em nossa atmosfera. A explosão provocou abalos que destruíram mais de 2 mil quilômetros quadrados da Sibéria.

3) Outro asteroide, dessa vez com o tamanho de dois campos de futebol, vem causando muita polêmica, preocupações e teorias da conspiração, o Apophis tem cerca de 250 metros de diâmetro e 45 milhões de toneladas. Caso atinja a Terra, seria capaz de destruir facilmente uma grande cidade, pois teria um poder destrutivo muitas vezes maior que uma bomba atômica. No entanto, para os cientistas, a possibilidade de ele atingir a Terra é quase nula, apesar disso, alguns afirmam que ele irá nos atingir em 2036, apesar de a maioria afirmar o contrário.

4) Asteroides podem se transformar em luas ou satélites naturais. Estima-se que muitas luas de diversos planetas tenham surgido dessa forma. Um exemplo bastante conhecido entre os astrônomos é Fobos, que orbita ao redor de Marte.

5) Asteroides também podem possuir suas luas. Alguns asteroides são tão grandes que possuem campo gravitacional grande o suficiente para atrair outros corpos celestes. Um exemplo é o asteroide Ida, que possui a sua própria lua, que foi chamada de “Dáctilo”.


Brasil Escola

 INFORNATUS