segunda-feira, 28 de julho de 2014

A Cura Através da Água

Transcrevo o método chamado "Cura d’água" que alguém me passou como eficaz. Experimentei e deu certo baixando a contagem dos meus triglicerídeos que sempre foram altos. Desconheço qualquer outro caso de cura apregoado pelo método, mas vale o registro.

Água é uma substância divina, indispensável para a nossa vida física. Quando nascemos possuímos quase 80% de nosso peso constituído de água e quando morremos, com idade avançada, possuímos apenas cerca de 40% de água no corpo (média entre todos os tecidos corporais, já que cada tecido possui uma dada porcentagem de água).

Isso mostra que nosso modo de vida errado leva a uma contínua desidratação dos tecidos (das células). Se a percentagem de água vai diminuindo, qual é a substância que vai aumentando sua porcentagem com o avançar da idade? São as substâncias ÁCIDAS! Já foi descoberto pela ciência que os fluidos do corpo humano, para seu bom funcionamento, devem ser ALCALINOS (ou básicos), correspondendo a um índice de pH acima de 7,0. Acúmulo de substâncias ácidas servem de alimento para todos os microorganismos patogênicos em nosso corpo físico (bactérias, bacilos, fungos, vírus, vibriões, amebas, etc.). Alguns desses microorganismos parasitas podem crescer até tamanhos enormes, como lombrigas, solitárias, tênias, etc.

Portanto, um modo errado de viver (cheio de “pecados”) leva a três eventos concomitantes: desidratação, acidez e surgimento de microorganismos parasitas patogênicos! Todos os três sintomas serão eliminados se conseguirmos hidratar adequadamente as células do nosso corpo físico.

A Terapia pela água:
Ao acordar, antes de escovar os dentes, tomar 6 copos de água, copo de 250 ml (aqueles de requeijão), total de 1,5 lt (um litro e meio), em jejum. Após beber a água, é recomendável saltitar por 2 minutos e/ou fazer automassagens na barriga.
Você nunca poderá acreditar se não praticar. Sem gastar com remédios, tabletes, injeções, diagnósticos, consultas médicas, etc., apenas bebendo água pura, as seguintes doenças serão curadas:

1. dor de cabeça
2. pressão sangüínea/hipertensão
3. anemia (sangue insuficiente)
4. reumatismo (dor nas juntas/músculos)
5. paralisia geral
6. obesidade
7. artrite
8. sinusite
9. taquicardia
10. tosse
11. asma
12. bronquite
13. tuberculose pulmonar
14. meningite
15. pedra nos rins
16. doenças urogenitais
17. hiper-acidez
18. gastroenterite
19. disenteria
20. “piodapse” retal
21. constipação
22. diabetes
23. doenças nos olhos
24. hemorragia oftálmica & oftalmia (olhos vermelhos)
25. menstruação irregular
26. leucemia (sangue branco)
27. câncer uterino
28. câncer do seio
29. laringite, etc.

Aqui é essencial notar que nada mais – nenhuma bebida nem comida sólida de qualquer tipo – deve ser ingerida de uma hora antes e uma hora depois de beber este 1,5 lt de água. Deve ser estritamente observado que nenhuma bebida alcoólica deve ser tomada na noite anterior. Se necessário, água fervida e filtrada pode ser usada para este propósito.

É possível beber 1,5 lt de água de uma vez?

Para começar, a pessoa pode achar difícil beber 1,5 lt de água de uma vez, mas vai-se acostumando com isso gradualmente. Inicialmente, enquanto pratica, você pode tomar 4 copos primeiro e completar com dois copos após um intervalo de 2 minutos. Inicialmente, você pode precisar urinar 2 a 3 vezes dentro de uma hora, mas isso se torna normal após algum tempo. Através de pesquisa e experimentação, as seguintes doenças são observadas serem curadas dentro dos dias indicados abaixo:

Constipação, 1 dia
Acidez, 2 dias
Diabetes, 7 dias
Pressão sangüínea e hipertensão, 4 semanas
Câncer, 4 semanas
Tuberculose pulmonar, 3 meses

Nota:

Recomenda-se que pessoas que sofram de artrite ou reumatismo devem praticar esta terapia 3 vezes ao dia, isto é, de manhã, ao meio dia e à noite, uma hora antes das refeições – por uma semana; e 2 vezes ao dia subseqüentemente, até a doença ser curada.

Como a água pura age?

Consumindo água potável comum da maneira correta, purifica-se o corpo humano. Torna o cólon mais efetivo, formando sangue novo, conhecido em termos médicos como “haematopaises” (sic). As dobras da mucosa do cólon e dos intestinos são ativadas por este método, é um fato conhecido, assim como a teoria de que sangue fresco é produzido nas dobras da mucosa. Se o cólon for limpo, então, os nutrientes da comida tomada várias vezes ao dia, serão absorvidos e, pela ação das dobras na mucosa, estes serão convertidos em sangue fresco. O sangue é de importância fundamental na cura de doenças e na restauração da saúde e para isso a água deve ser consumida de forma rotineira. Nós solicitamos veementemente que o método acima deve ser lido e praticado cuidadosamente.

Por favor, espalhe esta mensagem para seus amigos, parentes e vizinhos – ela é um grande serviço que prestamos para a humanidade.


Vários pontos ficam evidentes nesta mensagem: o método é sugerido para ser aplicado em pessoas comuns que tem a alimentação via oral errada, que conhecemos; por isso, o volume de ingestão de água (1,5 lt de uma vez só) me parece excessivo; além disso, a água sugerida para consumo é a água comum, obtida da sua torneira: se você tomar uma água mais adequada a absorção será mais eficiente e o volume necessário poderá ser muito menor. Note, também, que esse método deve ser visto como uma “muleta temporária” (trata dos EFEITOS), enquanto você não corrige a CAUSA de seus males (modo de vida errado).


 

 INFORNATUS
 
 
 

sábado, 26 de julho de 2014

Pastel de Forno Fácil

Ingredientes
  • 1 kg de farinha de trigo
  • 500 g de gordura vegetal hidrogenada
  • 300 ml de refrigerante de guaraná
  • Sal
Modo de Preparar
  • Misture todos os ingredientes até soltar da mão,  abra a massa com rolo.
  • Corte no formato de rissoles com auxílio de uma xícara.
  • Coloque o recheio de sua preferência, feche com o auxílio de um garfo, finalizando com a dobra.
  • Finalmente, pincele com gema antes de ir ao forno..
  • Asse em forno quente por 30 minutos aproximadamente.
Rendimento: 100 porções

 INFORNATUS

sexta-feira, 25 de julho de 2014

O Que é Salmonella?

Ovo
Provavelmente nunca enxergaremos uma Salmonella. Mas com certeza temos que nos cuidar para não entrar em contato com ela. É um dos nossos inimigos invisíveis mais preocupantes. Principalmente para quem tem crianças em casa.

Salmonella é o nome geral de um grupo de bactérias. Este grupo pode ter mais de 2500 sorotipos, que são como membros de uma família muito grande. Como “pegamos” Salmonella?

Esta bactéria entra no nosso corpo pela boca. Então, pegamos ingerindo água, alimentos contaminados ou entrando em contato com pessoas com as mãos sujas de bactérias!!! A gema crua dos ovos pode ser um reservatório importante de Salmonella. Por isso o ovo cozido é o mais seguro para crianças pequenas. A temperatura alta “mata” estes inimigos.

Esta bactéria vai até o estômago, vence o ambiente ácido e se aloja no intestino. Lá ela se multiplica e “invade” a mucosa intestinal fazendo uma “ferida” grave. E causa sintomas como: febre, mal estar, vômitos, dores abdominais intensas e diarreia. Muita diarreia. E o pior: geralmente há sangue nas fezes, em decorrência da lesão na mucosa. Isso tudo pode durar de 7 a 10 dias, dependendo de cada um. Nas crianças, a Salmonella pode ser muito mais perigosa porque ela pode entrar na corrente sanguínea e provocar infecções em outros locais: no pulmão, dando pneumonia ou até na meninge, dando meningite. Ou seja, a infecção pode se generalizar, fica muito mais grave e pode ser fatal!

Há como evitar tudo isso? SIM. Aí é que está o mais importante. Hábitos extremamente simples como lavar as mãos com frequência, principalmente antes de preparar as refeições, cozinhar bem os ovos e higienizar os alimentos podem, de fato, prevenir esta bactéria invisível. Hábitos simples são poderosos aliados da saúde! Aposte neles!

 Dra Ana Escobar

 INFORNATUS



25 de Julho dia do Escritor

O dia 25 de julho é um dia dedicado a homenagear o escritor brasileiro, aquele que elabora artigos científicos, pautados em verdades comprovadas, ou textos literários, divididos em vários gêneros.

O surgimento da data se deu a partir da década de 60, através de João Peregrino Júnior e Jorge Amado, quando realizaram o I Festival do Escritor Brasileiro, organizado pela União Brasileira de Escritores, a que os dois eram presidente e vice-presidente, respectivamente. Porém, de alguns anos para cá, as dificuldades dos escritores tem sido muito grandes, principalmente no que diz respeito à publicação de suas obras. Despreocupados com a qualidade dos textos, mas com a quantidade de vendas dos produtos, muitos editores lançam volumes que garantem retorno econômico à empresa.Além disso, os meios de comunicação virtual publicam na íntegra, gratuitamente, obras de vários autores, sem considerar os respectivos direitos autorais, causando prejuízos aos mesmos.


Em razão do mundo virtual, jovens e crianças têm perdido o contato com os livros, passando grande tempo na frente do computador ou da televisão. Com isso, o acesso ao mundo letrado tem diminuído consideravelmente, e com ele as vendas dos artigos literários.Ler é importante para o desenvolvimento do raciocínio, para desenvolver o aspecto crítico do leitor, criando novas opiniões e estimulando sua criatividade. Quando lemos, nos reportamos para outros lugares, como se estivéssemos viajando no tempo e no espaço.As riquezas literárias são muitas, podendo estar divididas em textos científicos, que comprovam as teorias, e textos literários do tipo romance, comédia, suspense, poemas, poesias, biografias, músicas, novelas, obras de arte, literatura de cordel, histórias infantis, histórias em quadrinhos, dentre vários outros.


Pesquisa realizada em 2001, pela Câmara Brasileira da Indústria do Livro, comprovou que cerca de 61% dos adultos alfabetizados do país mantém pouco contato com livros, enquanto que a camada mais baixa da população, cerca de seis milhões e meio de pessoas, alegam não ter condições de adquirir livros.Hoje em dia o Brasil conta com mais de trinta projetos de incentivo à leitura, bem como de divulgação das bibliotecas públicas do país e seus acervos bibliográficos, sendo o PNLL (Plano Nacional do Livro e Leitura) o mais importante deles. O programa oferece apoio a novos escritores, defende os direitos autorais dos escritores, abona apoio às publicações para novos autores, investem em traduções, mantém premiações e bolsas de incentivo para novos escritores.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola



 INFORNATUS

Três Razões Para Comer Espinafre:

Espinafre
1. Para o seu sangue: o espinafre é muito rico em ferro, essencial para formação dos glóbulos vermelhos. Contribui para evitar a anemia por deficiência de ferro, mesmo considerando que o espinafre também possui o ácido oxálico, que pode dificultar a absorção deste mineral. Como a anemia ferropriva é um dos distúrbios nutricionais mais preocupantes nos dias de hoje recomenda-se verduras ricas em ferro, como o espinafre, principalmente para crianças e gestantes. Além disso, esta verdura possui bastante vitamina K, importante no processo normal de coagulação do sangue, fundamental por exemplo, quando nos cortamos.

2. Para seu sistema imunológico: o espinafre tem alta concentração de vitaminas A, C, E e outros antioxidantes que fortalecem as células de defesa, ampliando nosso potencial contra agentes invasores.

3. Para seu intestino: o espinafre é rico em fibras que auxiliam o funcionamento intestinal adequado, o que garante mais disposição e bom humor nas atividades diárias!!!

Espinafre faz bem para todos! Saúde!

Dra Ana Escobar

 INFORNATUS


quinta-feira, 24 de julho de 2014

Taperoá - Paraíba - Terra onde Viveu Ariano Suassuna



Taperoá (7º 12” 23” Sul - 36º 49” 25” Oeste), município no Estado da Paraíba (Brasil) , localizado na microrregião do Cariri Ocidental. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2006 sua população era estimada em 13 421 habitantes. Área territorial de 640 km².Taperoá é famosa por nela transcorrer toda a história da peça Auto da Compadecida, do escritor paraibano Ariano Suassuna. No ano de 2007, Taperoá viveu bons momentos com as gravações da microssérie A Pedra do Reino, escrita também por Ariano Suassuna. Na época, foi montada um cidade cenográfica onde foi gravada a história, com a participação de artistas locais e da própria Rede Globo. Durante o período de gravações a cidade foi muito vista por parte da imprensa.


O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005. Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca. Está localizado quase no centro geodésico do estado oriental, e recebe o nome do principal afluente do rio São Domingos que desagua numa reentrância marinha de mesmo nome falsamente confundida com uma foz fluvial (muito procurada por franceses e ingleses no passado em busca de madeira de brazza - no céltico - ou vermelha). Só depois os tupinicistas retiraram o nome indo-europeu do rio por um patrioteirismo pseudo-nativista bacoco e falso, já que os nativos provavelmente não chamavam o rio de ruim a navegação, pois suas canoas passavam facilmente ali no seu estreito mais alto e portanto ele só era ruim as caravelas portuguesas de modo anacrônico e pseudo-reconstrucionista.


Os primeiros habitantes civilizados das terras do atual Município de Taperoá foram o licenciado Francisco Tavares de Melo, capitão Gonçalo Pais Chaves e o ajudante Cosme Pinto, os quais, por concessão do capitão mor Francisco de Abreu Pereira, receberam da Coroa, em 1703, as datas na encosta da serra da Borborema, duma extensão de doze léguas à margem do rio Unebatucu (hoje Taperoá). Aí se fixaram aqueles três chefes de família, fundando algumas fazendas de gado e desenvolvendo ligeira cultura do solo. Os principais núcleos de vida e de desenvolvimento daquelas terras se denominaram Serrote, Bonito, Salgado, Carnaúba e Cosme Pinto. Aqui a origem mais remota do Município de Taperoá. Na área da cidade atual, segundo alguns historiadores, foi travada, em 1824, uma grande batalha entre os republicanos da Confederação do Equador, que tentavam uma retirada para o Ceará, e as forças legalistas. Estas últimas foram as vitoriosas. Deste fato resultou o nome de Batalhão para a localidade, em memória da grande batalha (batalhão) que ali se havia travado.


Há, porém, quem queira relacionar o primitivo nome de Batalhão aos choques armados com os remanescentes índios cariris e os primeiros civilizados que penetraram na região e lá se estabeleceram.Em qualquer das hipóteses, a primitiva denominação de Batalhão lembra uma grande peleja.Focalizando melhor os primórdios da sede do Município e a sua evolução, vemos em 1830,aproximadamente, Manuel de Farias Castro, descendente dos Farias Castro de São João do Cariri, fundar uma fazenda na área da atual cidade de Taperoá. Aí passou a residir e constituiu família. Seus filhos e genros. que foram numerosos, passaram a habitar,a povoar e a explorar os sítios denominados Campos do Coxo, Várzea do Sales e Alto Batalhãozinho. A estes, veio logo se juntar o português Costa Vilar que, com seus descendentes e agregados, muito contribuiu para o desenvolvimento da vida local. 

Em 1860, teve origem a ideia da construção de uma capela em torno da qual se concentrassem núcleos populacionais a fim de criarem condições para a criação dos futuros distrito e Município. Essa construção, porém, só foi iniciada em 1865, depois de resolvida a divergência entre Manuel de Farias Castro, Silvério de Farias Castro e seu cunhado Sales, sobre o local exato em que se deveria erguer a capela. Começaram as obras sob a orientação espiritual do missionário Hermenegildo Herculano Vieira da Costa (frei Herculano). Os trabalhos correram lentamente e só foram concluídos em 1874, já sob a direção eclesiástica do padre José Antônio Maria Ibiapina. A ação religiosa desenvolvida com base na nova capela atraiu novos e numerosos moradores para suas cercanias, influindo sensivelmente no rápido crescimento do povoado, que. em 1880, já contava com mais de 50 casas residenciais. Em 1872, a 20 de julho, foi fundada sua primeira escola pública. 




 INFORNATUS


quarta-feira, 23 de julho de 2014

Copa Municipal de Matemática do Ensino Fundamental


Copa Municipal de Matemática do Ensino Fundamental
A ideia de uma competição dessa natureza tem como objetivo principal o estímulo e o incentivo ao estudo da matemática, essa disciplina tão necessária e presente em nossas vidas diárias, utilizando para isso uma premiação à altura dessa competição. Inicialmente deverá ser feito um cadastro de todas as escolas participantes desse evento, logo após o cadastro instruir cada unidade escolar a fazer internamente uma seleção dos interessados em participar utilizando para isso uma avaliação específica contendo os conteúdos explorados pela competição.

Os alunos contemplados deverão ser do 8º ao 9º ano do ensino fundamental, por se tratar de séries que devido ao tempo de estudo possuem uma vasta bagagem de conhecimentos devido às séries anteriormente estudadas. Estarão habilitados a participarem da competição os três melhores classificados dentro das suas unidades escolares, aos quais serão inscritos junto à secretaria municipal de educação pelos gestores das unidades participantes para as seguintes fases da competição. A fase seguinte será feita em três etapas a serem previamente marcadas pela organização do evento, onde deve ser previamente divulgado os critérios de desempate e as regras de classificação geral, esses critérios de desempate devem ser elaborados pela organização do evento e os professores das unidades escolares participantes, de forma que na última etapa fiquem no máximo oito participantes, e que desses apenas três receberão a premiação final do evento. Esse evento deve ser divulgado na cidade, nas mídias e dentro das unidades escolares, procurando com isso estimular a participação e o interesse do maior número possível de alunos, já que tudo isso nos possibilitara um maior interesse no estudo da matemática o que na realidade é o nosso maior objetivo.  

Com relação às três últimas etapas elas deverão ser divididas em três tipos de provas, sendo a primeira constante apenas de conteúdos específicos e respostas diretas, contemplando assim aqueles classificados que possuem maior domínio das definições e regras dos conteúdos propostos; a segunda deverá ser dividida em 50% de conteúdos específicos e 50% de problemas envolvendo os mesmos conteúdos, por fim a terceira e última prova considerada a final, deve conter 100% de questões envolvendo problemas práticos que possam ser resolvidos utilizando os mesmos conteúdos do programa da competição. Ficará a critério da organização escolher os professores que irão elaborar e corrigir as provas, desde que nenhum dos professores das unidades participantes façam parte dessa equipe, claro por motivos óbvios.

Essa competição de acordo com a sua aceitação, poderá ser estendida para outros municípios fazendo com isso, por exemplo, uma espécie de “Copa dos Municípios de Matemática do ensino Fundamental”, essa é apenas uma ideia que pode ser regionalizada no intuito das gestões Municipais, incentivarem o estudo da matemática e deixarem a sua contribuição de forma concreta no desenvolvimento de sua região. Como forma de valorizar esse evento, podemos utilizar um único troféu para simbolizar o vencedor (a) no recebimento do prêmio, ficando esse troféu exposto na escola onde o vencedor (a) estuda sendo simbolizado como marco de orgulha pra essa instituição, até o próximo encontro que deverá ser no ano seguinte, onde a mesma voltará para premiar o próximo vencedor (a), fazendo com isso uma situação idêntica a Copa do Mundo de Futebol. A escola deverá também ser Beneficiada com um prêmio simbólico, que poderá ser em dinheiro ou na forma que a organização achar melhor.

 INFORNATUS