segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

A Origem da Expressão "Gandula"

Gandula é a pessoa que busca as bolas jogadas para fora do campo em uma partida de futebol. Essa função surgiu após a construção do estádio do Maracanã, onde várias bolas saíam e era necessário alguém com a função de buscá-las.

O termo “gandula” surgiu em 1939. Naquela época, o time do Vasco da Gama contratou um atacante argentino chamado Bernardo Gandulla, porém esse jogador não se adaptou ao time e ficava apenas no banco de reservas. Para tentar mostrar utilidade ao seu time, ele sempre corria e pegava as bolas que saíam do campo, até mesmo as do adversário, assim, esse jogador se tornou simpático perante a torcida, quando ele foi embora, o termo “gandula” continuou a ser usado para designar os repositores de bolas.


 INFORNATUS




domingo, 19 de fevereiro de 2017

O Que é o Hipertireoidismo?

O hipertiroidismo é caracterizado por um aumento na síntese de hormônios tiroidianos e pode causar nervosismo, taquicardia, tremores e sudorese. A tireoide é uma glândula formada por dois lobos que estão localizados de cada lado da traqueia. É um dos órgãos mais sensíveis do corpo e é responsável pela produção dos hormônios T3 (tri-iodotironina) e T4 (tiroxina), que estão relacionados com diversas funções importantes do nosso organismo, tais como o metabolismo energético e batimentos cardíacos. Quando esses hormônios não estão em equilíbrio, as consequências podem ser perigosas.

O hipertireoidismo é causado por uma disfunção da tireoide que acarreta o aumento da síntese e liberação dos hormônios produzidos por essa glândula. Essa doença não é transmissível e é mais comum em mulheres com idade entre 20 e 40 anos.O hipertireoidismo pode ter causas diversas, sendo a mais comum a doença de Graves, que se relaciona com aproximadamente 80% dos casos. Essa patologia faz com que ocorra a produção de anticorpos que estimulam excessivamente a glândula tireoide, levando ao hipertireoidismo, que, por sua vez, caracteriza-se por deixar o paciente com olhos salientes e causar bócio difuso.

É importante salientar que o hipertireoidismo também pode ser ocasionado por nódulos na tiroide. Além disso, inflamações da glândula, ingestão de hormônios tiroidianos e o uso de certos tipos de medicamentos podem ocasioná-lo. Existem muitos relatos de hipertiroidismo ocasionado pela ingestão de remédios para emagrecer utilizados sem prescrição médica. Daí a importância de não se acreditar em receitas mágicas para perder peso.

O hipertireoidismo desencadeia diversas manifestações clínicas, tais como nervosismo, taquicardia, bócio, tremor, pele quente e úmida, sudorese, intolerância ao calor, palpitação, fadiga, diarreia e perda de peso. Vale destacar que os sintomas variam de acordo com o paciente.Para a realização de um diagnóstico correto, o médico deverá pedir a realização de exames de TSH e T4 livres. No hipertireoidismo, os níveis de T4 estão bem elevados, diferentemente dos níveis de TSH. É importante que após o diagnóstico seja realizada uma análise das causas dessa patologia para que seja iniciado o tratamento.

O tratamento dessa doença deve ser feito através de medicamentos que possuem a capacidade de diminuir a produção hormonal. Em alguns casos, pode ser necessário o uso de tratamentos com iodo radioativo (contraindicado na gestação) e até mesmo cirurgia. O método cirúrgico só é indicado em casos em que não há uma boa resposta ao tratamento medicamentoso. No caso de doença de Graves, o tratamento consiste no uso de β-bloqueadores.O hipertireoidismo não apresenta formas de prevenção, sendo assim, é fundamental procurar um médico quando surgirem sintomas desagradáveis e realizar exames periódicos. Um diagnóstico precoce pode ser essencial para evitar possíveis complicações, como osteoporose e cegueira.

O hipertireoidismo é uma doença grave que pode levar até mesmo à morte. Fique atento aos sintomas e sempre que necessário procure seu endocrinologista.
 

 INFORNATUS




segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

O S.U.S.cateamento da Saúde Pública



Já passou da hora da população manifestar-se contra o sucateamento claro e visível da saúde pública, enquanto esse governo ilegítimo preocupa-se apenas em angariar recursos, em nome de uma crise proporcionada por eles mesmos “os políticos”, provocando com essa ação as maiores torturas possíveis e inimagináveis sofridas por um povo economicamente, a população segue penando e morrendo a míngua por conta da falta de uma reforma séria na saúde pública, reforma essa que devido ao desinteresse daqueles que deviam zelar pela saúde pública Brasileira, não fiscalizam os recursos nem tão pouco pune aqueles irresponsáveis por tais ações.


O mais impressionante é que em períodos eleitorais ou próximos deles, cuidados “meia boca” são oferecidos por parte das prefeituras aos postos de saúde, de forma que além de não faltarem remédios, também não faltam médicos nos postos de saúde para realizarem os devidos atendimentos. No entanto após tal período tudo continua como antes, faltam medicamentos, postos de saúde são fechados, faltam médicos e isso sem falar naqueles profissionais, locados nessas unidades de atendimento que faltam, penalizando de forma covarde a população que mais precisa desse essencial serviço público. Por que será que o governo federal preocupa-se apenas na reforma previdenciária? Por que só penalizar a população por conta de uma crise que não atinge as altas esferas do poder político do País, já que tal reforma previdenciária não incluem nem os governadores, nem os prefeitos, nem os vereadores nem tão pouco os deputados eleitos atualmente no País? Os problemas relacionados com a saúde pública são claros e evidentes, e que mostram sem nenhuma sombra de dúvidas a ineficácia do atual sistema público de saúde o “S.U.S”. 


A população deve se manifestar de uma forma objetiva com relação à reforma já! Desse sistema falido de saúde pública. Que arquitetemos uma manifestação inteligente, como a que fizeram as esposas e familiares dos policiais do espirito santo, que de forma pacífica, conseguiram fazer com que os atuais gestores do alto escalão do governo saíssem da “toca”, e viessem a público negociar. Os representantes das classes médicas e de outras categorias de defesa popular, devem se unir com esse objetivo e protestar em todo País, caso contrário se tal ação não for arquitetada nesse sentido, continuaremos a presenciar a falta de vergonha na cara dos nossos representantes parlamentares, que agem como se nada tivesse acontecendo, enquanto nossos familiares são penalizados com a falta de uma reforma séria e objetiva no atual e falido S.U.S.

Fato a Fato
Blog de Martins CG 
 INFORNATUS




quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

A Péssima Qualidade do Transporte Público Campinense



Imagem da Net
Hoje em dia quando falamos em mobilidade urbana, vem à tona uma série de problemas que de forma crescente e desordenada, aumenta a variedade de problemas que a população das grandes e médias cidades vem sofrendo a cada dia. Sejam ligados ao transporte público ou relacionados diretamente aos maus condutores de veículos, que de forma insana e cruel não respeitam as leis nem tão pouco o código nacional de transito, ceifando vidas humanas de forma irresponsável, seja nos centros urbanos ou nas BR’s que cortam o nosso País.


Em Campina Grande cidade em que sua população beira os 400 mil habitantes não podia ser diferente, a variedade de condutores de veículos ciclomotores que não respeitam os outros condutores dentro da cidade, chega a ser alarmante, onde ultrapassagens indevidas e altas velocidades são delitos leves, comparados às demais falta de respeito para com os outros condutores. O crescente número de veículos, dentro da cidade segundo pesquisas, divulgadas por institutos locais, deve-se a baixa qualidade do transporte público, e o crescente número de assaltos que veem acontecendo aos mesmos. 


Além disso, e Por incrível que pareça, a falta de segurança nos transportes coletivos, obrigou as empresas a lançarem uma espécie de cartão pré-pago, no sentido de evitar a circulação de grande parte dos numerários dentro dos coletivos, visando tornar pouco rentável para os meliantes à prática desse delito. Por não poder contar com um transporte público seguro e de qualidade, a população consequentemente tenta resolver esse problema, adquirindo veículo próprio, e por não dispor de tempo para se preparar de forma adequada para possuir uma CNH (carteira nacional de habilitação), acabam entrando no rol dos maus condutores, adquirindo esse documento de forma irregular, se tornando mais um grande problema para o trânsito da cidade.


Diante desses fatos, como se não bastasse todos os problemas que tendem a se acumularem cada vez mais, referentes ao trânsito, a prefeitura e os senhores feudais do monopólio do transporte público de Campina Grande, ao se sentirem ameaçados em 2015 pelos protestos nas regiões metropolitanas das grandes cidades do sudeste do País, devido a pouca importância dos governos municipais com os transportes públicos, trataram logo de iludir a população com uma espécie de concessão, afirmando nos meios de imprensa local, que haveria mais investimentos e uma melhoria considerável nos serviços prestados pelas empresas, desta feita na forma de concessão. 


Tudo balela, serviu apenas para iludir a população e calar a boca daqueles que deveriam protestar, pois o que mudou foram apenas as cores dos ônibus e nada mais, os ônibus continuam sucateados e ultimamente nem estão se dando o trabalho de pinta-los, nas cores da chamada “CONCESSÃO”. Claro que diante de uma grande necessidade de transporte público na cidade, com um mínimo de qualidade e respeito para com os usuários. A população deve começar a se manifestar diante de situações como essas, pois tal atitude já esta passando do momento ideal, para que as autoridades responsáveis tomem uma atitude o mais rápido possível, no sentido de mudar a farsa da melhoria na mobilidade urbana de Campina Grande. 
 INFORNATUS



terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Mike o Frango Que Viveu 18 Meses Sem Cabeça

Mike - Imagem da Net
Na década de 1940, em uma cidade chamada Fruita, no Colorado, Estados Unidos, uma história inacreditável aconteceu. Um fazendeiro de nome Lloyd Olsen resolveu matar um de seus frangos, no dia 10 de setembro de 1945, para servi-lo no jantar.Com o objetivo de deixar grande parte do pescoço, Olsen fez o corte bastante rente à cabeça do frango. 

Nesse momento, algo improvável ocorreu: o animal simplesmente saiu correndo. Espantado com o fato, Olsen resolveu não matar a ave e aguardou até o dia seguinte. Para a surpresa do fazendeiro, o frango continuava vivo no dia posterior e foi encontrado com sua cabeça sob as asas. O frango conseguia até mesmo emitir sons.

Olsen percebeu que o animal possuía uma grande vontade de permanecer vivo e resolveu cuidar do frango, passando a alimentá-lo e fornecer água por meio de um tubo. A fim de esclarecer o mistério da sobrevivência da ave, que recebeu o nome de Mike, Olsen levou-o até a Universidade de Utah para maiores estudos.A explicação era, na realidade, bastante simples: o corte feito pelo fazendeiro não lesionou a jugular e permitiu que parte do tronco encefálico e do ouvido permanecessem no animal. Isso impediu que grande quantidade de sangue fosse perdida e que as atividades vitais continuassem, uma vez que parte do sistema nervoso tinha sido preservada.

Como a ave não morreu rapidamente, o fazendeiro iniciou uma série de shows, apresentando o frango como um verdadeiro milagre da natureza. O corte ruim do fazendeiro fez com que Mike permanecesse vivo e Olsen conseguisse incríveis 4500 dólares por mês com o seu show.Por 18 meses, Mike permaneceu vivo e gerando lucros ao seu dono. Entretanto, em março de 1947, o frango morreu vítima de asfixia em uma viagem de volta para casa.Os moradores da pequena cidade do Colorado ainda se lembram da impressionante história de Mike e realizam anualmente, na terceira semana de maio, um festival para homenageá-lo. Existe ainda um site oficial onde é possível conhecer a história do frango, ver fotografias e comprar objetos, como camisetas, meias e mantas.


 INFORNATUS

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

A Máfia Municipal da Consciência Humana



Imagem da Net
Segundo o dicionário da língua portuguesa, máfia é uma organização criminosa cujas atividades estão submetidas a uma direção colegial, oculta e que repousa numa estratégia de infiltração da sociedade civil e das instituições, com o intuito de adquirir benefícios sacrificando em alguns casos a própria sociedade. 

Diante de tal definição fica praticamente impossível não ligar essa palavra ao que está acontecendo no parlamento municipal campinense, onde através de um colegiado formado pela maior parte daqueles que representam aquela casa, e que procuram utilizar da legislação atual como forma de legalização, para implantarem um aumento salarial absurdo e um décimo terceiro equivocado, devido ao atual momento de crise econômica por que está passando toda sociedade Brasileira.


Assim como o sistema penal e judiciário foram modificados e dotados de instrumentos mais duros de combate ao crime organizado na Itália, dando origem a operação “mãos limpas”, onde na oportunidade centenas de mafiosos foram colocados na cadeia, o nosso também deve ser modificado, no sentido de inibir esse tipo de ação “criminosa” da consciência humana, onde setores do poder público, criado para defender e proteger o erário público utiliza-se de lei vigente para dividirem entre si, verbas que fazem uma falta enorme nos grandes setores assistências de uma sociedade, como a saúde e a educação.


Utilizar argumentos protegidos por lei sem levar em consideração, o momento econômico por que passa a sociedade Campinense e Brasileira no momento, para adquirir benefícios próprios, nos leva a terrível sensação de estarmos sendo vítimas de uma “máfia”, que apesar de estarem utilizando dos direitos e prerrogativas legais, deixa o cidadão brasileiro com o sentimento de perda, isso se torna mais concreto quando o campinense procura uma unidade de saúde como a “UPA”, e vê que por falta de verbas uma dessas unidades já pronta, permanece fechada e sem previsão de funcionamento, e que quando vai aos postos de saúde do município a procura de medicamentos volta de mãos vazias, onde várias ambulâncias do “SAMU” encontram-se guardadas, em um local esmo, por falta de verbas para a manutenção. É por tanto que por esses e outros problemas de igual proporção, que o povo campinense hoje é considerado, vítimas da “MÁFIA DA CONSCIÊNCIA HUMANA”, promovida por um parlamento criado para defender e proteger o erário público.
 INFORNATUS




segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

A Revelação de Algumas Doenças Através da Cor da Urina



A Cor da Urina
A cor do xixi pode falar muito sobre sua saúde e é bom estar atento a algumas alterações que podemos reconhecer só de olhar para ele, especialmente se o vaso sanitário for branco.Uma urina que se aproxima da água pode significar que bebeu muito líquido ou que seus rins perderam a capacidade de concentrar o xixi, como ocorre na doença renal crônica. Amarelo claro, por sua vez, é a cor da urina normal.

Amarelo forte

A coloração amarela forte ou alaranjada pode ser apenas porque está faltando líquidos no organismo, mas pode significar que outras coisas estejam acontecendo. Por exemplo, em caso de infecção da urina há uma grande quantidade de células chamadas leucócitos que deixam a urina mais forte e frequentemente má cheirosa devido à presença especialmente de bactérias. Podem existir outros sintomas associados como dor ou ardor para urinar, a pessoa acometida pode fazer xixi diversas vezes em pequenas quantidades e mediante esforço, dor na região inferior da barriga, enfim, características de cistite (infecção na bexiga) ou uretrite (infecção na uretra, que é o canal que liga a bexiga ao meio externo).

Vermelho, marrom ou mais escuro

A urina de cor avermelhada ou alaranjada “como suco de laranja”, ou ainda cor de “chá mate”, ou cor de “refrigerante de cola” é geralmente sinal de perda de sangue pela urina. Este sangue pode estar vindo dos rins (glomérulos) ou das vias urinárias. Por exemplo, pedras que andam pelos canais que levam o xixi podem machucá-los e o sangue sair, geralmente acompanhado de dor na região lombar de forte intensidade. Mas pode ser mais preocupante até do que isso, como é o caso de tumores, nefrites, tuberculose, enfim, apenas o médico poderá, por meio de um exame simples, saber exatamente o que ocorre.Quando o fígado está doente o paciente pode produzir excesso de bilirrubinas, que podem ser eliminadas pelos rins e colorir a urina de cor acastanhada ou mesmo marrom.

Outras cores

Não podemos nos esquecer que alguns corantes naturais como o da beterraba, amora e mirtilo podem colorir a urina, sem qualquer significado de doença. O mesmo em relação aos corantes artificiais que podem tornar a urina de cores inimagináveis e estão contidos principalmente em remédios.Além disso, algumas bactérias não tão habituais na urina, geralmente infecções adquiridas em ambiente hospitalar ou na presença de entupimentos da via urinária, são capazes de produzir um pigmento azul ou verde. São as pseudomonas, conhecidas como bacilos piociânicos (ciano=azul).

Na dúvida, busque ajuda médica

Enfim, prestar atenção na cor da urina deve ser um hábito simples que pode prevenir que doenças evoluam sem diagnóstico. E os nefrologistas recomendam que, sempre que possível, o vaso sanitário seja claro, de forma a permitir que pequenas alterações possam ser notadas. Beber bastante líquido também é uma recomendação universal, a menos que o indivíduo esteja em tratamento de insuficiência renal. O certo é que urinemos cerca de 2,0 a 2,5 litros de xixi ao dia, de cor amarelo clara, sem cheiro forte e sem dor. Fique de olho!A qualquer dúvida, procure seu médico. Um exame de urina simples pode trazer muitas informações importantes a um custo baixo e sem qualquer incômodo na coleta.


 INFORNATUS