segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

O Olho Cego da Segurança Campinense



Câmera de Monitoramento
Nos últimos dias, acontecimentos relacionados diretamente com a segurança pública campinense, devido à audácia do crime organizado, tem deixado exposto perante toda a sociedade Paraibana, uma fragilidade e uma desmoralização por parte dos responsáveis diretos, pela segurança pública campinense. O crescente número de roubos de veículos, e o grande número de assassinatos nos finais de semana, foram superados por uma ação no mínimo cinematográfica.


Essa ação foi no mínimo desmoralizante para com os órgãos públicos de segurança, que possuem base ou quartel na redondeza onde tal ação criminosa foi concretizada. Refiro-me ao arrombamento do shopping Partage e a explosão dos caixas eletrônicos da caixa econômica federal, que se encontravam no mesmo piso onde ocorreu o arrombamento, esse tipo de ação audaciosa já se tornou frequente em todo o estado da Paraíba, demonstrando a fragilidade dos órgãos de segurança, no entanto, o que diferenciou essa ação das outras, foi a proximidade do shopping com prédios que acomodam importantes órgãos de segurança do estado e do governo federal. A uma distância de no máximo 100 metros do local da ação, podem ser encontradas as delegacias da polícia federal e policia civil, além da polícia rodoviária federal. Em entrevista a uma emissora de televisão local o delegado da polícia Federal disse que, havia agentes na hora em que a ação ocorreu na delegacia, no entanto, seria impossível uma ação por parte dos agentes já que tal audácia era imprevisível e os agentes não estavam preparados para uma ação imediata.


Concordo até certo ponto com o delegado, no entanto, fico surpreso por não haver uma vigilância diferenciada por se saber que naquela localidade, possuía um correspondente bancário do próprio governo federal, além do pleno conhecimento das ações criminosas dessa natureza que acontecem no estado, é sabido que naquela região, como também em vários pontos de campina grande, existem câmeras de monitoramentos, esses equipamentos são de propriedade da STTP, órgão que fiscaliza o trânsito municipal, é também de conhecimento da população que existe um acordo de utilização desses equipamentos também pela polícia militar do estado. 


Na região onde a ação criminosa aconteceu estão instaladas algumas dessas câmeras de monitoramento, no entanto, nada referente a essa ação foi registrado, porém durante o dia os motoristas que cometem alguma infração naquela região são notificados por esses equipamentos, o que nos leva a deduzir que não existe tal monitoramento no período noturno, ou seja, hoje a finalidade daqueles equipamentos é apenas arrecadar multas durante o dia, pois se tais equipamentos estivessem funcionando, a polícia teria tido tempo de reagir a tal ação, já que de acordo com informações divulgadas pela imprensa, os marginais levaram cerca de 20 minutos ou mais durante toda ação. Dessa forma a população Campinense reclama e com toda razão, de um olho sadio na arrecadação de verbas, mas que torna-se cego quando o assunto é segurança pública.

Fato a Fato
Blog de Martins da Cachoeira 



 INFORNATUS





Nenhum comentário:

Postar um comentário